4a24db5f-7cb6-4e14-bf4e-6b706132fffe Manual do Frugal. Seja frugal, viva de forma sustentável, economize dinheiro de forma consciente, fique milionário e encontre a sonhada independência financeira. Seja feliz.

16 de set de 2013

Frugalidade Extrema. Bikes dobráveis.

Gosto de separar os tipos de frugalidade na facilidade de aplicação delas. Algumas são frugalidades extremas, aquelas difíceis de serem aplicadas. Outras de nível médio, e outras fáceis de serem aplicadas.


Esta dica é uma que pessoalmente eu gosto muito. Começa da conhecida ideia de que não existe meio de transporte mais barato e sustentável do que uma boa e velha bicicleta.
A questão é que eu sei que é muito mais fácil dizer, ou escrever, para todo mundo começar a utilizar bicicletas do que aplicar este modo de vida. Assim como eu muitos aqui trabalham, estudam todos dias e acabam com diversos obstáculos impostos em seu dia a dia para o não uso de bicicletas.
Alguns não podem nem pensar em chegar ensopados no trabalho em um dia de chuva. Andar mais dez quilômetros até o trabalho também pode ser um desafio para um ciclista iniciante, o que fazer a noite? Será que não é perigoso?
Enfim existem diversos obstáculos para o não uso das bikes, porém também existem diversas vantagens neste meio de transporte.
A primeira coisa é que não existem custos fixos, nada de combustíveis, nada de IPVAs, seguros, e nem prestações. Nada de depreciação, manutenção e muito menos custo de oportunidade. O dinheiro sobra quando você faz as contas do quanto pouparia se parasse de gastar com transportes.
Alguns estudos chegam a dizer que o custo de um carro popular por ano chega a quase setenta porcento do valor do próprio carro. Notem que estou pegando um carro de trinta mil que é dito “popular”.
Existem dois absurdos nesta sentença. O primeiro é um carro popular custar trinta mil reais. O outro é este estupro cometido na hora de manter o carro.
É amigos, estamos no Brasil, lugar onde fazer muitas contas não é saudável.
Pessoalmente gosto de pensar que andando de bike ajudo o planeta, me mantenho saudável e sou menos um carro nas ruas. Penso nisso como um benefício extra. Outra coisa legal é que eu adoro andar de bike então vou trabalhar de bicicleta, volto para casa na hora do almoço em cima da magrela, vou trabalhar novamente e assim vai. Me divirto neste processo. Enquanto meus companheiros de trabalho almoçam em restaurantes caros, gastam muito dinheiro por mês, comem comida frita e gorda, e terminam sua hora de almoço sentados na frente do computador lendo algumas notícias ruins eu estou andando de bicicleta por aí.
Me divirto na hora do almoço e de quebra economizo um bom dinheiro. :) .
Hoje em dia não tenho carro. Importante dizer que é muito mais por opção do que por dificuldades financeiras, mas admito que não dá pra levar a magrela para todo o lado. Tenho uma bicicleta comum daquelas grandes que são boas para andar, mas péssimas no manuseio, isto é, encontrar um lugar pra guarda-las, coloca-las dentro de um carro e etc. Para minha felicidade a solução para este problema já existe e está por aí, inclusive eu já vi algumas destas rodando nas ruas.
São as bicicletas dobráveis. Fazendo uma pesquisa na internet encontrei a Dahon que é uma marca especializada neste tipo de bike, mas existem outras marcas por aí (Vale a pena dar uma visitada no site da marca).
O mais interessante neste caso é que uma bicicleta dobrável pode ser colocada dentro de uma bolsa nas suas costas e você saí por aí. Pensando um pouco com calma nota-se que as possibilidades são imensas.
Você está indo para o trabalho e sentiu o primeiro pingo de chuva. Tranquilo. Dobra a bike, coloca nas costas e pega um ônibus. Mais simples é impossível.
Se você vai trabalhar de bicicleta e não tem lugar pra colocar a mesma, dobra a dita e enfia embaixo da mesa.
O mais legal é que você não precisa ser extremista e tentar pedalar oitenta quilômetros para ir trabalhar. Se você mora longe do seu trabalho e pega duas conduções, você pega a primeira com a bicicleta nas costas, desce um pouco mais perto do trabalho e ao invés de gastar uma grana com a segunda condução vá de magrela.
Você vai na casa de um amigo, voltará a noite e teme que pode ser perigoso? A solução é fácil. Vai de bicicleta e na hora de voltar chama um táxi e volta pra casa em segurança. Pode ter certeza que mesmo que você ande de táxi todo fim de semana gastará muito menos dinheiro do que os vinte mil reais por ano só para manter seu carro dito popular.
Lembre-se, frugalidade não é privação. Você não vai deixar de ir na casa do seu amigo por que não tem um carro.
Pelo que pude ver no site da Dahon estas bicicletas são inteligentes, e bastante leves. Feitas para serem colocadas nas costas mesmo. Uma desta já está na minha lista de INVESTIMENTOS, em breve farei a aquisição de uma. Não comprei ainda, pois estou pesquisando muito e me parece que estas magrelas são muito mais baratas nos Estados Unidos, então estou esperando algum conhecido (ou não) fazer alguma viagem pra fora pra chorar para que ele me traga uma.
Creio que seja isso pessoal, começo o primeiro post com uma dica forte de frugalidade que tenta mostrar exatamente o que é ser frugal e como economizar uma boa grana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...